A Terceirização e o Mundo

A terceirização de serviços originou-se nos Estados Unidos, na II Guerra Mundial, já que as indústrias bélicas tinham que se concentrar no desenvolvimento da produção de armamentos e passaram a delegar algumas atividades a empresas prestadoras de serviços. Entretanto, nos dias de hoje, este mecanismo é tido como uma técnica moderna de administração e que se baseia num processo de gestão que segue parâmetros para a aplicação (início, meio e fim), visão temporal (curto, médio e longo prazo) e uma ótica estratégica, customizada para alcançar objetivos determinados e reconhecidos pela organização.

Nesta nova administração as atenções são voltadas ao cliente.

As pequenas e médias empresas, foram as primeiras a seguir este novo procedimento, por sentirem sempre antecipadamente as tendências e fragilidades de mercado foram mais ágeis e iniciaram a mudança, conquistando então espaço no mercado. Mas logo, as grandes organizações refletiram sobre as mudanças para que continuassem atuando no mercado de forma competitiva.

A primeira tentativa de mudança, conhecida como downsizing (reestruturação), reduzindo os níveis hierárquicos, enxugando o organograma, reduzindo o número de cargos e conseqüentemente agilizando a tomada de decisões – que não implica, necessariamente, em corte de pessoal.

A partir daí, passou-se a transferir para terceiros a incumbência pela execução das atividades secundárias. Surge o outsourcing (terceirização) , que foi adotada de forma plena pelas empresas.

No Brasil, a recessão como pano de fundo levou também as empresas a refletirem sobre sua atuação e ao mesmo tempo demonstrava o outro lado, que era a abertura de novas empresas, com oportunidade de mão de obra, restringindo assim, de certo modo, o impacto social da recessão e do desemprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *